Produtividade

4 maneiras mais produtivas para aproveitar o tempo de folga

Especialista mostra formas diferentes de aproveitar o tempo livre - sem muito esforço ou planejamento

Produtividade: essas práticas trazem mais felicidade e leveza

Produtividade: essas práticas trazem mais felicidade e leveza (AntonioGuillem/Thinkstock)

Para fugir do estresse cotidiano não é necessário que o destino final seja uma ilha remota. Na verdade, segundo Elizabeth Grace Saunders, coach de gerenciamento do tempo escreve para a Harvard Business Review, muitas pessoas ficam exaustas só de pensar no planejamento – e do investimento – que uma grande viagem requer.

A especialista defende tirar “mini-férias”, reservando algumas horas ou até dois dias livres nos finais de semana para fugir da rotina sem adicionar mais tarefas ao dia a dia corrido.

Testando em sua rotina, ela disse que a prática traz mais felicidade e leveza. Para quem se sente exausto, parar por apenas algumas horas para se desligar com certa regularidade pode ter benefícios à saúde no longo prazo. (Veja também: Adicione o CryptoTab ao seu Navegador e comece a ganhar Bitcoins)

Confira com as quatro formas mais produtivas para aproveitar o tempo de descanso:

Dois dias

Viagens de final de semana e para lugares próximos são uma opção econômica e sem as preocupações a mais do planejamento necessário para um longo período fora.

Não é preciso escolher o local com cuidado ou fazer um roteiro detalhado, apenas uma jornada de algumas horas para um destino diferente pode refrescar a mente e recarregar a energia.

Um dia

Todo mundo tem aquela lista de tarefas que nunca se resolvem. E resolver até o menor dos problemas pode trazer grande alívio para seu cotidiano. Quem não gosta da sensação de missão cumprida?

É importante que as tarefas não tenham relação com o trabalho, mas com a vida pessoal. É um tempo para cuidar de si mesmo: marcar manicure, cabeleireiro, organizar a casa ou escolher móveis novos. Tudo pode ser feito sem pressa e vai significar uma pendência menos no caminho.

Algumas horas

Quando foi a última vez que você viu aquele amigo querido? Ou que saiu com seu parceiro sem as crianças? Com o tempo, fica difícil equilibrar o tempo dedicado à família, aos amigos e ao trabalho. Pensar ativamente no tempo de folga como uma oportunidade para socializar ajuda a encontrar um equilíbrio.

Enquanto trabalha

Pode parecer estranho, afinal você ainda estará trabalhando. No entanto, quem tem a opção de trabalho remoto pode se beneficiar com a mudança de ambiente. O escritório pode ser estressante por si só, com colegas fazendo barulhos, reuniões de última hora e o local fechado.

Além de ganhar o tempo gasto no transporte para o trabalho, encontrar um lugar calmo e ao sol para trabalhar é relaxante.

Fonte: EXAME.com

Estas empresas são as mais desejadas pelos estudantes de TI no Brasil

Google é a empresa que está no topo do ranking da Universum, que contou com a participação de mais 2 mil estudantes de TI no Brasil

Estudantes de TI

Tecnologia da informação: estudantes miram Google como empregador ideal (Foto/Thinkstock)

O sonho de trabalhar no Google é partilhado por mais de 60% dos 2.069 estudantes de cursos na área de tecnologia da informação no Brasil consultados pela Universum. A pesquisa está publicada no site da consultoria.

A gigante de tecnologia também é a empregadora mais citada pelos estudantes de administração de empresas e a segunda preferida pelos universitários da área de engenharia, conforme rankings publicados com exclusividade pelo Site Exame nesta semana.

Para além dos mimos oferecidos aos funcionários – como, por exemplo, geladeira aberta, sala de jogos e área de lazer no escritório – Daniel Borges, gerente de atração de talentos para a América Latina do Google, atribui a enorme atratividade da empresa às ações geradas a partir das demandas que surgem da própria equipe, durante pesquisas de clima organizacional.

Veja também: Ganhe Bitcoins enquanto usa o Google Chrome ou Firefox

Em entrevista ao Site Exame, por email, o executivo citou algumas das iniciativas tomadas com base nos resultados das consultas aos funcionários: aprimoramento de gestores, do ambiente de trabalho, de processos, de iniciativas de bem-estar e desenvolvimento de carreira .

A Universum também investigou quais são as indústrias que mais atraem os jovens da área de TI, quando o assunto é trabalho. Setores se software, hardware e os bancos são os três setores preferidos. Confira a tabela:

Indústria Percentual de estudantes que escolheram
Software,serviços informática e multimídia 80,6
Tecnologia de hardware e equipamento 29,1
Bancos 17,5
Aeroespacial e defesa 15,4
Telecomunicações e redes 12,2
Consultoria de gestão de estratégia 7,2
Setor público e de agências governamentais 7,2
Mídia e publicidade 4,3
Engenharia industrial e manufatura 3,8
Serviços financeiros 3,8
Logística (inclui setor naval) 3,7
Automotiva 2,7
Energia 2,1
Contabilidade e auditoria 1,4
Construção civil e engenharia 0,3

André Siqueira, VP de Américas e head da América Latina da Universum, destaca o crescimento da atratividade de bancos como o Itaú e o Santander para os estudantes de TI. “Em 2015, o Itaú era a 20ª empresa da lista de empregadores mais atrativos. Neste ano está em 15º. O Santander era 38º em 2015 e hoje é o 23º empregador mais citado pelos estudantes de TI.

Na área financeira, um dos destaques dos rankings deste ano é o Nubank que passou entrou para o top 10: de 13º em 2017 passou para o 8º lugar. Mais 15% dos estudantes de TI citaram a fintech como empregadora ideal.

Confira a lista completa com as 50 empresas dos sonhos:

Empregador Percentual de estudantes que escolheram a empresa Ranking 2018 Percentual de estudantes que escolheram a empresa Ranking 2017
Google 63,85% 1 61,46% 1
Microsoft 47,77% 2 50,07% 2
Facebook 30,08% 3 28,30% 4
Apple 29,46% 4 33,79% 3
Netflix 26,69% 5 22,00% 7
IBM 25,74% 6 26,71% 5
Intel 22,71% 7 22,43% 6
Nubank 15,04% 8 8,32% 13
Dell 14,92% 9 16,11% 8
Oracle 12,81% 10 15,96% 9
Samsung 12,81% 11 13,83% 10
Sony 12,37% 12 13,08% 11
Governo Federal 10,77% 13 10,29% 12
TOTVS 7,69% 14 7,69% 14
Itaú Unibanco 7,10% 15 5,27% 17
Banco do Brasil 5,59% 16 7,21% 15
Cisco Systems 5,23% 17 5,64% 16
Lenovo 4,99% 18 4,22% 20
Uber 4,88% 19 2,71% 24
Banco Bradesco 4,11% 20 3,86% 22
Petrobras 3,75% 21 4,28% 19
Rede Globo 3,62% 22 3,96% 21
Santander 3,07% 23 2,57% 25
Embraer 2,78% 24 1,86% 30
LATAM Airlines 2,39% 25 1,45% 34
Accenture 2,21% 26 1,60% 31
Honda 2,16% 27 1,43% 35
Nike 2,07% 28 2,07% 29
The Coca-Cola Company 1,81% 29 2,36% 27
Ambev 1,72% 30 2,37% 26
Nestlé 1,70% 31 1,40% 36
Bosch 1,55% 32 1,23% 41
BMW Group 1,52% 33 2,95% 23
Toyota 1,49% 34 1,57% 32
Banco Safra 1,43% 35 1,26% 38
Cielo 1,41% 36 0,86% 50
PepsiCo 1,41% 37 0,83% 53
HEINEKEN 1,40% 38 1,49% 33
Hewlett Packard Enterprise 1,37% 39 2,10% 28
Siemens 1,36% 40 1,16% 45
General Motors 1,18% 41 1,18% 42
Bayer 1,15% 42 0,66% 62
GOL Linhas Aéreas 1,15% 43 0,98% 49
Red Bull 1,12% 44 1,00% 48
Vale 1,02% 45 1,17% 44
Volvo Group 1,00% 46 0,50% 67
Bank of America (BofAML) 0,95% 47 0,71% 59
Walmart 0,92% 48 1,25% 39
adidas 0,90% 49 0,73% 58
J.P. Morgan 0,84% 50 0,39% 78

Fonte: EXAME.com

Matemática na Engenharia

Tenho dificuldade em matemática. Posso cursar engenharia?

Orientador profissional dá dicas para lidar com as dúvidas

Por Respondido pelos orientadores do Nace - Orientação Vocacional

Matemática na Engenharia

(JordiDelgado/iStock)

Olá! Tenho vontade de cursar engenharia de petróleo e gás, mas tenho medo de não ser para mim e me arrepender. Já li muito sobre a faculdade e me interessei, mas o que me deixa aflito é que na escola eu nunca fui muito bom em matemática, embora esteja disposto a aprender. O que eu devo fazer? - Anônimo

Olá!

Os cursos de engenharia exigem o desenvolvimento de conhecimentos complexos em cálculo. Durante os dois primeiros anos estuda-se conteúdos ligados a cálculo diferencial e integral, geometria analítica e descritiva, cálculo vetorial, estatística e probabilidades, física avançada amplamente apoiada em cálculos complexos.

Parte dos alunos que desistem da opção por engenharia o fazem pelas dificuldades nestes conteúdos.

Entretanto, isso não é totalmente impeditivo. Dedicação intensa aos estudos, apoio por meio de grupos de estudos entre alunos e busca de cursos paralelos podem ajudar a superar as dificuldades.

Leia também: A Matemática dos Bitcoins

Considere que isso pode envolver muito tempo, alteração de rotinas de vida e recursos financeiros eventualmente. É necessário avaliar, portanto, qual a medida de sua motivação para superar tais obstáculos.

Para melhor avaliar a dimensão de seu desafio, visite faculdades e entreviste alunos e professores de engenharia. Pesquise as grades curriculares das universidades que oferecem a opção que deseja.

Fonte: Guia do Estudante

Publicidade: Se você ainda não tem este aplicativo gratuito instalado no seu navegador (Chrome ou Firefox), você está perdendo dinheiro. Saiba mais:

Cryptotab

Como encarar desafios e transformações profissionais?

Vivemos uma era hiperconectada, onde as pessoas consomem diferente, onde a propaganda não surte o mesmo efeito. Como enfrentar tantas barreiras e mudanças?

Fábio Bandeira de Mello, 23 de abril de 2018 (administradores.com)

Conhecimento. Essa é sua arma para encarar os constantes desafios e transformações que acontecem no mundo empresarial e também nas carreiras.

Nada é como antes. Vivemos uma era hiperconectada, onde as pessoas consomem diferente, onde a propaganda não surte o mesmo efeito.

Deixamos de ser meros receptores. Queremos nos relacionar mais, questionar mais, co-criar novos produtos e serviços. Compartilhar? Só aquilo que merece. Opinar? Sim, e sobre tudo.

A antiga relação patrão e trabalhador está fadada ao fim. O antigo Marketing nem funciona mais. As profissões mudaram, o profissional mudou.

Novos processos e tecnologias surgem a cada dia deixando tudo no presente obsoleto. Novas características e habilidades são necessárias para sobreviver a esse novo cenário.

Mas, como enfrentar tantas barreiras e mudanças?

Conhecimento. Essa é sua arma para encarar os constantes desafios e transformações que acontecem no mundo empresarial e também nas carreiras.

O texto virou vídeo para falarmos sobre o Administradores Premium, uma plataforma que é toda focada em conhecimento e ajuda nesta transformação. Vale a pena conferir.

Fonte: Administradores.com

Como voltar ao mercado de trabalho do jeito certo

Perder o emprego é um momento difícil. O período de transição pode trazer dúvidas, medos e incertezas.

voltar ao mercado de trabalh

A mudança na rotina e a falta do salário todos os meses na conta é o pesadelo de muitos – e voltar ao mercado de trabalho nem sempre é tarefa fácil. De acordo com um estudo realizado, em 2016, pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) com dados fornecidos pelo IBGE, após perder o emprego, o brasileiro demora, em média, oito meses para se recolocar no mercado de trabalho.

“A primeira coisa é não entrar em desespero. É importante entender que o momento de mudança pode trazer boas coisas. O profissional deve usar esse tempo para se conhecer melhor, investir na carreira e planejar a sua recolocação no mercado”, aconselha Bruno Cunha, headhunter e coach de carreira da Pontus Consultoria em RH. O ponto principal para retornar ao mercado de trabalho após um tempo parado é saber onde você quer estar. “O profissional deve buscar uma recolocação, posicionar-se no mercado de trabalho, para assim, voltar de maneira consciente e consistente”, diz Cunha. E tem mais:

1. Autoconhecimento

“Este período sem emprego deve ser compreendido como um momento para se conhecer melhor. Saiba o que gosta e tenha objetivos”, explica o coach. O profissional deve se fazer algumas perguntas: onde quero ir? Como quero chegar? Qual o meu objetivo? No que sou bom? Em que preciso melhorar? Quais os riscos? Quais as ameaças? Quando se sabe aonde quer chegar, a jornada por um novo emprego fica mais específica. O profissional consegue analisar o que falta nele para alcançar o cargo que almeja.

2. Conhecer o mercado de trabalho

Outro ponto importante para analisar qual é a melhor maneira de voltar ao mercado de trabalho é conhecê-lo. “A internet é sua aliada neste momento. Pesquise por empresa, leia sobre a sua área e tente conversar com profissionais que estão na ativa”, orienta Cunha.

3. Planejar a carreira

O planejamento deve ser visto e pensado como uma sequência de ações que vão conduzir o profissional até seu objetivo. É importante contar com a ajuda de um coach de carreira nessa etapa. Durante o processo, será possível detalhar o que deve ser feito para alcançar o emprego que almeja, montar suas estratégias e planejar o fluxo de ações. Aqui, podem estar cursos, aprimoramento de algumas habilidades, leituras importantes e até mesmo características pessoais que devem ser lapidadas.

4. Rede de contatos

A boa comunicação é fundamental para quem deseja uma recolocação no mercado de trabalho. Bons contatos pessoais e profissionais podem ser o que falta para que apareça a oportunidade perfeita. “Essa troca de experiências e informações com quem atua na área é fundamental para potencializar conhecimentos e crescimento profissional”, explica o coach.

5. Currículo e mídias digitais

O currículo é peça-chave para conseguir a tão sonhada vaga. “Mantenha-o sempre atualizado e compacto. Analise o que realmente precisa estar ali. Seja criativo também, você precisa se diferenciar e chamar atenção do recrutador neste momento. Deixe claro o objetivo, mencione a formação e os cursos realizados e resuma a experiência”, sugere Cunha.

Outra maneira de ser visto é estar presente no LinkedIn, a rede social de relacionamentos profissionais que já conta com mais de 500 milhões de usuários. Todo profissional em busca de oportunidades deve criar um perfil e mantê-lo atualizado. É também uma boa oportunidade para fazer networking, ou seja, conhecer melhor profissionais que atuam na área e trocar ideias.

6. Procurar ajuda profissional

Quem não sabe como dar o primeiro passo pode buscar um profissional com conhecimento e experiência para melhor orientação, como um coach de carreira. O profissional ajudará o cliente a traçar objetivos, definir metas e realizá-las de fato.

Fonte: Terra