As três estratégias básicas para se transformar sonhos em realidade

Existem três estratégias básicas para se transformar sonhos em realidade que, na sua essência, são as mesmas desde os primórdios da humanidade

J.Augusto Wanderley, 13 de outubro de 2017 (Fonte: Administradores.com)

Sonhos em realidade

iStock

O que caracteriza os grandes realizadores de toda a história da humanidade é a capacidade de transformar sonhos em realidade. Foi assim com Hemiunú, que 2560 a.C. foi o construtor e administrador da Grande Pirâmide de Quéops no Egito, que por mais de 3.000 anos foi a maior obra do planeta Terra. E o mesmo com a NASA que, em 1969, enviou o primeiro ser humano à Lua. Portanto, ter sonhos e saber transformar sonhos em realidade é a grande questão. Sonhos que não são transformados em realidade não passam de ilusão.

Leia também: Saiba como praticar as técnicas do reiki para melhorar a sua qualidade de vida.

Existem três estratégias básicas para se transformar sonhos em realidade que, na sua essência, são as mesmas desde os primórdios da humanidade. Vamos a elas:

1ª Estratégia: A negociação.

Se para realizar o seu sonho for preciso fazer um acordo, uma combinação, um pacto, uma associação com outra pessoa ou pessoas, neste caso, vai ser preciso negociar muito bem. Portanto, a negociação se constitui na primeira estratégia. É uma estratégia extremamente poderosa porque se você entender o que leva ao sucesso numa negociação, você vai entender o que leva ao sucesso em tudo o mais. Mas para isto é preciso entender a essência de uma negociação e não apenas uma ou outra de suas submodalidades, como compras ou vendas, por exemplo;

2ª Estratégia: A dinâmica da ação inteligente.

Se para realizar o seu sonho você não precisa fazer um acordo, uma combinação, um pacto, uma associação com outra pessoa ou pessoas, neste caso, o que resolve é a dinâmica da ação inteligente. E para a dinâmica da ação inteligente, é preciso lembrar Buda que dizia que “tudo o que somos é resultado do que pensamos”. Assim, de acordo com o conceito de cérebro trino de Paul MacLean, existe uma relação pensamento, emoção, ação, resultados. Ou seja, a ação só pode ser inteligente se for baseada em pensamentos inteligentes e na administração dos estados mentais/emocionais. Também é importante registrar que antes de uma emoção vem um pensamento e um significado, ou então, um gatilho e uma âncora. Igualmente deve ser mencionado que existe um tipo de pensamento chamado pensamento automático, que são pensamentos muito rápidos, que a pessoa não chega a ter consciência. Ela só tem consciência da emoção que se segue;

3ª Estratégia: Integração da dinâmica da ação inteligente com a negociação. E isto costuma ser necessário em grande parte dos casos.

Tudo começa com um sonho. Assim, Bill Gates tinha um sonho, colocar um computador em cada mesa. E isto parecia um sonho impossível e sem sentido, afinal um grande fabricante de computadores costumava dizer em 1977: “Não existe razão para que qualquer indivíduo tenha um computador em casa”. Mas para quem tem um sonho e persevera nele, a mente fica atenta para as oportunidades. E a oportunidade surgiu quando Bill Gates percebeu que a IBM precisava de um sistema operacional para os microcomputadores que estava desenvolvendo. Bill Gates desenvolveu e vendeu o seu sistema operacional. Mas o que deve ser lembrado é que ele não dispunha deste sistema operacional, o MS-DOS. Assim, comprou um outro sistema operacional, o QDOS, desenvolveu e vendeu. E nesta negociação, colocou uma cláusula em que ele também poderia vender o MS-DOS para outras empresas além da IBM.

Assim, Bill Gates negociou, comprou e vendeu, e soube colocar cláusulas fundamentais para a realização do seu sonho. Mas também usou a dinâmica da ação inteligente em todas as oportunidades. E o que deve ser sempre enfatizado é que as estratégias para transformação de sonhos em realidade estão presentes e são as mesmas desde os primórdios da humanidade. Foram utilizadas por Hemiunú, pela NASA, por Bill Gates e por todos os grandes realizadores, e serão sempre utilizados por todos os que quiserem transformar sonhos em realidade.

5 ingredientes que colaboram para o sucesso

Pare para pensar: de que adianta conquistar fama, dinheiro e não ter com quem compartilhar?

Erik Penna, Administradores.com, 

Ingredientes para o sucesso

iStock

Escuto quase todos os dias as pessoas dizendo: o ano está voando. A verdade é que já passamos da metade do ano e vale a pena fazer uma pausa para refletir sobre atitudes, escolhas e caminhos em busca de nossas realizações.

Veja também: Cursos online para atividades complementares.

Destaco abaixo 5 pontos que impactam diretamente nos resultados pessoais e profissionais

1) Metas claras

Certa vez o filósofo Sêneca disse: “Nenhum vento sopra a favor de quem não sabe para onde ir”. Ter uma meta clara e traçar um bom plano são essenciais para atingir um objetivo, afinal, uma meta sem um plano é apenas mera intenção. Coloque suas metas por escrito, compartilhe com as pessoas que você gosta e insira uma data para elas ocorrerem, pois isso também contribui e aumenta a chance de serem efetivadas.

2) Alianças

Procurar parceiros, mentores e pessoas para compartilhar sonhos costuma nos ajudar e dar forças para irmos além dos próprios limites. Pode ser com um colega de trabalho, amigo, esposa ou marido. A parceria que costuma dar certo é aquela que ocorre a relação ganha-ganha, uma ajuda mútua em prol do crescimento de ambos.

3) Sorte

É preciso contar com a sorte e ela é atraída quando empregamos a seguinte equação: Preparação + Disciplina + Oportunidade = Sorte.

Quando se busca uma qualificação constante, faz o que precisa ser feito e fica atento as oportunidades, o universo parece que conspira e a sorte sorri para você.

4) Social e espiritual

Não deixe de ajudar os indivíduos que mais carecem e se aproxime das pessoas que torcem verdadeiramente por você. Aliás, eu acredito que o grande amigo e parceiro não é aquele que chora com você na perda, mas sim, que sorri e se alegra com suas conquistas sem invejar.

Gosto muito de uma definição do Spencer Johnson: “É feliz quem valoriza o que tem. É infeliz que valoriza o que falta”. É pertinente praticar o pensamento do cardeal Shellman: “Reze como se tudo dependesse de Deus e trabalhe como se tudo dependesse de você”.

5) Foco

“Quem tem um ‘porquê’, enfrenta qualquer ‘como’.” (Viktor E. Frankl)

Já reparou como diversas pessoas começam buscando uma coisa e, de repente, já estão mirando outra e, em seguida, aparecem correndo atrás de outra ideia ou sonho? Onde está o foco?

Por finalizar esta reflexão, analise como as pessoas atrelam sucesso apenas a dinheiro, poder, realização profissional. Eu acredito que o verdadeiro sucesso mesmo é ser feliz e fazer os outros felizes.

Pare para pensar: de que adianta conquistar fama, dinheiro e não ter com quem compartilhar? Claro que isso é importante e deve ser almejado, mas o equilíbrio entre as áreas da vida é fundamental. Não há sucesso profissional que compense o fracasso pessoal. Aristóteles já disse: “A virtude está no meio”.

Eu acredito que o verdadeiro sucesso é ser feliz e fazer os outros felizes.

Erik Penna – Palestrante motivacional, especialista em vendas com qualificação internacional, consultor e autor dos livros “A Divertida Arte de Vender”, “Motivação Nota 10”, “21 soluções para potencializar seu negócio”, “Atendimento Mágico – Como Encantar e Surpreender Clientes” e “O Dom de Motivar na Arte de Educar”. Saiba mais sobre motivação e vendas em: www.erikpenna.com.br.

A criação de um hábito é a chave para a realização de suas metas

Buscar um emprego novo, mudar a sua atitude no trabalho, voltar a estudar… Tudo é uma questão de objetivos e planejamento. E da criação de hábitos

Metas e Objetivos

Imagem: Pixabay

Provavelmente você já deve ter escutado alguém falar que é possível criar um hábito dentro de um período de 21 dias. Mas não é tão simples assim.

A partir do momento que você inicia uma nova prática, seja tentar emagrecer ou começar a estudar, todo o seu organismo e sistema nervoso caminham na direção contrária para te tirar do caminho.

Quando você toma uma decisão de mudança e começa uma ação para que isso aconteça, é necessário prestar atenção em alguns pontos. O primeiro deles é considerado um dos mais importantes: começar com cuidado.

Se você decide tomar a iniciativa de sair da arquibancada e entrar em campo para jogo, é necessária muita energia para ganhar a partida, mas lembre-se de não se desgastar logo no primeiro lance.

Leia também: Entenda como administrar as emoções, buscando um melhor desempenho pessoal.

É importante que nesse primeiro dia você escolha uma ação que possa ser sustentável, pois assim como num jogo, se você colocar toda a sua energia logo no primeiro lance, não conseguirá sustentar a partida até o final.

A dica é ir aos poucos. Lembre-se: devagar e sempre. Mas não tão devagar, ok?

Assim como iniciar um treino, começar a estudar não é diferente. Por exemplo: quem vai à academia e logo no primeiro dia de treino já começa no nível hard, fazendo 2 horas de esteira e levantando mais peso do que deveria.

É provável que, no dia posterior, essa pessoa acorde com dores e não consiga dar continuidade aos exercícios. Consequentemente, irá se desmotivar e entrar em um ciclo de desistência.

É preciso entender que o hábito é um comportamento que a gente faz sem pensar, como, por exemplo, escovar os dentes. É algo que faz parte da nossa rotina e não é uma obrigação.

Dessa forma, nos primeiros 21 dias do processo de criação de um hábito e mudança de comportamento, todo o seu sistema nervoso, sua memória e seu senso de identidade irão tentar te impedir.

Mas é preciso focar no resultado final e manter a força de vontade, já que todos os seus pensamentos irão tentar te tirar do caminho, dizendo: “larga isso e volta para o Netflix que é mais gostoso”, “vai ficar com seu namorado ou jogar vídeo game que é mais divertido”.

Ou seja, todo o seu corpo irá tentar impedir a mudança, pois naturalmente ele acredita que é arriscado, e, por medo, prefere continuar fazendo aquilo que tem domínio e é cômodo em sua rotina.

Mas, depois, esse processo começará a se tornar simples e natural, te tornando uma pessoa mais concentrada, com disciplina e planejamento dos seus objetivos.

Durante os primeiros 21 dias, sua força de vontade deverá puxar seus sonhos, enquanto seu corpo e pensamento serão como uma correnteza tentando impedir que você nade.

Após esse período, essa correnteza começará a diminuir e só então começará o processo de criação de hábito, até que você se torne mais forte que a maré.

Se você sobreviver a esses 21 dias, dando seu melhor e com força de vontade, o caminho se tornará mais fácil.

É como se você saísse de um labirinto, onde é difícil de andar e encontrar a saída, e entrasse em uma pista de alta velocidade onde logo irá criar asas para voar ainda mais rápido e alcançar o seu sonho.

*Este artigo foi baseado na publicação original de Victor Ribeiro, criador do treinamento online “Estratégia da Aprovação”.

Fonte: 

2018: a mudança exige método

Ninguém muda da noite para o dia. É necessário força de vontade, empenho e método.

Alice Salvo, 22 de dezembro de 2016 – administradores.com

2018

Entra ano, sai ano e aqui estamos nós, cheios de expectativas, planos e fé numa nova vida. E seja qual for nosso desejo, todos sabemos que ele depende muito mais de nós do que das mandingas de revéillon, do comportamento de quem nos cerca ou do contexto em que vivemos.

Então, se depende de nós, por que transformar 2018 para algo mais próximo dos nossos sonhos é tão difícil? Simples, porque MUDAR é complexo. Mudar exige esforço, empenho e dedicação. E exige também método.

Depois de passar mais de 7 anos estudando e entrevistando os maiores realizadores deste país, entre empreendedores, filósofos e especialistas, percebi que a semente da mudança começa no autoconhecimento.

Você só muda aquilo que conhece. É preciso identificar maus hábitos e comportamentos, detectar pensamentos e emoções nocivas, rastrear atitudes indesejadas e medir o quanto isso tem paralisado e atrapalhado sua vida.

Feito isso, é hora de vislumbrar onde se quer chegar. Antes de sair fazendo, é necessário primeiro criar a MOTIVAÇÃO necessária. Está doente? Se imagine – ou melhor – SINTA como seria se você já estivesse bem de saúde. A falta de dinheiro te incomoda? Foque no sentimento de realização ao comprar aquilo que deseja.

Agora sim, é hora de partir para a prática e começar a planejar a mudança e criar metas. E tem que ser algo específico, mensurável e realista (para saber mais, procure sobre metas SMART). Seu objetivo não pode ser irreal. Ele tem que estar de acordo com você, com seus valores e capacidade de execução. Olha aí de novo o autoconhecimento.

E nada mais eficiente para cumprir um objetivo do que se comprometer com ele. Primeiro, com você mesmo. Escreva a intenção da mudança em uma agenda, no celular ou mesmo em um simples post-it e pregue no espelho do banheiro. Você terá que encará-lo todas as manhãs. Compartilhe sua meta com amigos, familiares e peça ajuda neste desafio. Tenha certeza que seu inconsciente irá trabalhar com mais afinco depois da exposição dos seus objetivos.

E se tem uma coisa que aprendi com os empreendedores é que nenhuma meta é alcançada se você não tiver PERSISTÊNCIA. A motivação te faz começar, mas é o hábito que faz você continuar. E ele só vem com treinamento, repetição, esforço e convicção. Por acaso você acha que é a motivação que faz os corredores estarem às 5 da manhã na rua treinando?

No livro O Poder do Hábito, o autor Charles Duhigg diz que precisamos repetir uma nova ação por alguns dias para que a informação se consolide no nosso cérebro. Os especialistas explicam que 21 dias é tempo suficiente para este trabalho. O hábito nada mais é do que a transformação de uma sequência de ações em uma rotina automática.

Por isso, se quisermos de verdade TRANSFORMAR nosso 2018 e nossas atitudes diante da vida é preciso ter força de vontade, dedicação, e método. As técnicas que transmito neste texto fazem parte da metodologia O Pulo do Gato Empreendedor© que criei depois de longos processo de estudo e prática. Boa sorte na sua jornada!

Nota: Texto adaptado para 2018. Original, 2017.

Como você sabe que não consegue?

Se não sabe, por que você diria isso em voz alta? Por que você se permitiria a pensar nisso? Alcançar o sucesso é duro bastante sem você duvidar de suas próprias habilidades.

Dan Waldschmidt, 16 de novembro de 2016 – Administradores.com

Objetivos

Como você sabe que não consegue alcançar aquele objetivo?

Se não sabe, por que você diria isso em voz alta? Por que você se permitiria a pensar nisso? Alcançar o sucesso é duro bastante sem você duvidar de suas próprias habilidades.
É difícil ser bem sucedido. A rotina diária pode abatê-lo e convencê-lo que seu objetivo não é tão importante como você acreditava que era. É uma batalha por foco e energia, paixão e progresso.

Leia também: Saiba como planejar, criar e conduzir seu próprio negócio.

Então, quando você for confrontado com uma escolha de acreditar ou não acreditar, você deve dar uma chance à si mesmo. Você deve acreditar que pode fazer o que parece impossivelmente louco. Não porque você tem sorte. Não porque você é esperançoso. Mas porque você sabe o quanto isso importa e quanto você deseja alcançar esse objetivo.

Você não vai parar. Você não vai considerar recuar. Vocês está comprometido até o fim. Quando você se encontrar em um momento de descrença, seja deliberado sobre lutar contra essa dúvida. Acredite em si mesmo. Aposte na sua capacidade de se comprometer. Como você sabe que não pode? Você pode.