Como se preparar para a maratona de provas do Enem e vestibulares

Confira dicas para os dias pré-vestibular, alimentação na prova e controle da ansiedade

Por Marcela Coelho | 19 out 2018, 10h20 – Publicado em 1 nov 2017, 10h54

Estudar antes da Prova

(Wavebreak/iStock)

 

Os finais de semana mais aguardados do ano por muitos estudantes estão batendo à porta. Dias 4 e 11 de novembro serão realizadas as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Logo após, dia 15 acontece a primeira fase da Universidade Estadual Paulista (Unesp). Em seguida, é a vez da primeira etapa da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e da Fundação Universitária para o Vestibular (Fuvest) em 18 e 25 de novembro, respectivamente.

Este mês será uma verdadeira maratona para quem vai prestar todos esses vestibulares. Para manter a calma na reta final de estudos e se preparar fisicamente e emocionalmente, é fundamental manter uma rotina regrada.

“O estudante precisa seguir uma rotina de estudos, de sono e alimentação. Esse não é o momento de passar noites em claro ou pular refeições para estudar. Isso é a pior coisa que pode ser feita para o equilíbrio emocional. Também é importante ter cuidado para não cometer excessos por causa da ansiedade”, aconselha a diretora do Colégio Stockler, Mariana Stockler.

Outra dica para as semanas que antecedem as provas é não acelerar no ritmo de estudos. De acordo com Mariana, o máximo que deve ser feito é continuar na mesma intensidade que já era seguida antes, desde que não leve o vestibulando à estafa.

Para os alunos que estão calmos e seguros em relação aos conteúdos dos exames, agora é a fase para se concentrar nos pontos da curva. “Nessa estratégia é preciso separar o que é dominado pelo estudante e o que ele sabe pouco. Ao se dedicar no que já sabe, os pontos das questões que cobrarem esses assuntos estarão assegurados. Já quando ele estuda o que não sabe, fica mais fácil de superar a dificuldade e garantir mais acertos por conta do esforço maior nessa etapa final”, diz à diretora.

Por outro lado, para o vestibulando que está tenso e inseguro, a melhor estratégia é fazer uma “varredura de tudo”, porém sem aprofundamentos. “Só para ele ter a sensação de familiaridade e não entrar em pânico ao achar que não entende nada”, fala Mariana.

Uma indicação que pode ser feita por todos que se preparam para a maratona é resolver edições anteriores da prova que vai prestar. “Mais do que aprender o conteúdo, isso dá um traquejo ao tipo de questão, mostra como o assunto é abordado e ajuda a traçar uma estratégia.”

No dia anterior à realização de um vestibular, a recomendação é descansar e se organizar para o exame. As dicas são: conferir o caminho que deve ser feito até o local do teste, separar os documentos obrigatórios e materiais que serão utilizados e pensar em quais lanches levar.

Mariana explica que todas essas pequenas atitudes são necessárias para que o estudante se sinta mais tranquilo e mantenha o controle da situação.

A diretora do Colégio Stockler ainda acrescenta: “Estudar na véspera de prova não deve ser feito de jeito nenhum. Para descontrair e relaxar, é importante assistir a um filme. Além disso, evitar atividades radicais que possam machucar”.

Alimentação

Comer bem faz parte da preparação do vestibulando. Isso significa que é importante fazer todas as refeições diárias, como café da manhã, almoço, janta e inclusive lanches leves intercalados.

Para o dia da prova a orientação é deixar de lado a feijoada e preferir alimentos mais leves e de fácil digestão. Segundo Mariana, uma boa pedida para consumir durante o teste são frutas, chocolates e muita água. Além de serem alimentos que dão energia, são de fácil manuseio. “Vale a pena investir na simplicidade e em comidas que o aluno já sabe que o organismo aceita.”

Ansiedade

Uma sensação muito comum entre os candidatos nessa época é a ansiedade. O problema é que se isso não for controlado, pode ocasionar até problemas físicos e refletir no resultado final.

“Caminhar é muito bom para controlar um pouco a ansiedade pré-vestibular, mas sem exageros. É só para transmitir bem-estar e ajudar a dormir. Fazer atividades ao ar livre e tomar um sol também costumam acalmar“, sugere Mariana.

Entretanto, caso ocorra uma crise de ansiedade no meio do exame, a principal dica é levantar, ir ao banheiro, jogar uma água no rosto, respirar fundo e comer alguma coisa. “Todos esses movimentos ajudam a serenar”, afirma à diretora.

Sucesso nas provas!

Fonte: Guia do Estudante